19.9.10

Ritmos literários

Me divido entre a música e a literatura. Apesar de pretender seguir a segunda, confesso que não sei mesmo se prefiro uma ou outra. Ambas me completam.
Qual não foi então minha alegria ao descobrir Yuxin, de Ana Miranda.
A obra trata da vida indígena sob os olhos de uma jovem nas matas do Acre de 1919.
História essa contada ritmo de prosa-poética, com muita natureza, muita humanidade e realidade, e mais do que tudo: sons.
É como se estivesse lá, escutando a jovem narrar cada acontecimento, enquanto escuto ao mesmo tempo os sons da fauna e o farfalhar da cada planta.
Melodia.

2 comentários:

Í.ta** disse...

taiza já falou muito muito deste livro. você leu a partir da disciplina dela?

preciso ler ana miranda :)

abraços.

Ensaios e Garatujas disse...

Não, li mesmo porque me lembrei da palestra com ela ( Ana Miranda) ano passado e quando vi na biblioteca, peguei =)
Abraço!